Araciense morre quando trabalhava na reforma do estádio do Palmeiras
25 Junho 2021

Banner Gov Central

Banner Central 4

Araciense morre quando trabalhava na reforma do estádio do Palmeiras


Um funcionário vítima de um desabamento de parte da arquibancada antiga do estádio do Palmeiras é natural de Araci, no Nordeste da Bahia, de acordo com a Folha de São Paulo. Carlos de Jesus, 34 anos, morreu na manhã desta segunda-feira (15) após quatro vigas da construção desabarem.

Acidente aconteceu em parte da arquibancada antiga do estádio, na canto inferior da imagem. (Foto: Divulgação/WTorre)

Ângelo Lima, 35, é primo de Carlos e também trabalhava nas obras do estádio. Ele afirmou que os dois já haviam notado irregularidades na obra, como o trabalho debaixo de peças grandes. A WTorre, responsável pela obra, informou que não recebeu reclamações de funcionários, mas admitiu que é necessário aumentar a segurança em alguns setores.

A família da Carlos, que morava em São Paulo há 15 anos, aguardava a liberação do corpo no Instituto Médico Legal (IML) e já solicitou à WTorre que o encaminhe para Araci, onde deve ser enterrado.

O acidente aconteceu no setor onde uma arquibancada está sendo construída sobre a arquibancada antiga do estádio. Parte da estrutura velha do estádio não foi demolida pois a Prefeitura de São Paulo havia liberado um alvará para reforma e não para uma nova construção.

Ainda segundo a Folha de São Paulo, o funcionário Crispiniano dos Santos, 22 anos, teve ferimentos leves na cabeça e no punho e foi encaminhado para a Santa Casa de São Paulo, mas não corre risco de morrer. Tanto Crispiniano como Carlos eram funcionários da TLMix, que prestava serviços à construtora responsável pelas obras.

Em nota, a WTorre lamentou o ocorrido e disse estar à disposição da família da vítima para prestar o apoio necessário. Ainda de acordo com a empresa, as causas do acidente ainda não foram esclarecidas. Foi decretado luto nas obras, que devem ser retomadas a partir da próxima quarta-feira (17).

O Palmeiras também emitiu uma nota lamentando o fato e já solicitou à Conmebol autorização para entrar em campo com uma tarja preta no uniforme e que seja respeitado um minuto de silêncio antes da partida contra o Sporting Cristal, nesta quinta-feira (18), no Peru.

Veja abaixo, na íntegra, a nota de esclarecimento emitida pela WTorre:

São Paulo, 15 de abril de 2013 – A WTorre Engenharia e Construção S/A lamenta informar que na manhã desta segunda-feira um acidente nas instalações da Nova Arena Palmeiras causou a morte de um operário vinculado a uma das empresas prestadoras de serviço no empreendimento. Na oportunidade, um outro trabalhador teve escoriações leves e está sob cuidados médicos.

A WTorre Engenharia e Construção S/A já colocou à disposição dos familiares das vítimas toda a assistência necessária.

As causas do acidente estão sob investigação, e ainda não é possível apontar os motivos da ocorrência. Tão logo tenha informações mais detalhadas sobre o fato, a WTorre Engenharia e Construção S/A vai torná-las disponíveis à opinião pública.



Fonte: Correio/A Voz do campo

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Galeria de Fotos

Mais Lidas