Setembro Amarelo realiza capacitação para identificação, manejo e encaminhamento dos casos de riscos de suicídio
13 Dezembro 2018
Anuncie aqui
Banner  Central 3

Setembro Amarelo realiza capacitação para identificação, manejo e encaminhamento dos casos de riscos de suicídio

O Setembro Amarelo, campanha que consiste em uma série de atividades que estão sendo realizadas no município pelo CAPS I Valente, com o objetivo de prevenir o suicídio e cujo tema é Quebre o Silêncio: Peça Ajuda, Ajude Quem Você Ama, promoveu na terça-feira (15), uma capacitação com os Agentes Comunitários de Saúde (ACS) e enfermeiras, para identificação, manejo e encaminhamento dos casos de riscos de suicídio. A capacitação foi ministrada pelas enfermeiras Ana Marta Lopes e Mitze Lopes – também coordenadora do CAPS I Valente.

De acordo com Mitze Lopes, a capacitação visou preparar os ACS e enfermeiras para identificar os potenciais suicidas no município e a partir desse levantamento, encaminhá-los ao tratamento no intuito de evitar que seja consumado o ato. “O suicídio é a consequência final de um processo de comportamento, é resultado de uma complexa interação de fatores psicológicos, biológicos, genéticos, culturais e socioambientais, quem sofre desses males, geralmente, tem dificuldade em buscar ajuda, e é aí que entra o papel dos agentes comunitários de saúde e enfermeiras e demais profissionais de saúde junto ao paciente e suas respectivas famílias”, frisa Mitze. 

O suicídio é um fenômeno presente ao longo de toda a história da humanidade e em todas as culturas. Durante a capacitação, mitos e verdades sobre o suicídio foram discutidos. A enfermeira Ana Marta Lopes salientou que falar sobre suicídio não aumenta o risco. “Muito pelo contrário, falar com alguém sobre o assunto pode aliviar a angústia e a tensão que estes pensamentos trazem. O profissional de saúde não deve ficar receoso de investigar se aquele paciente tem risco de suicídio. O tema deve ser abordado com cautela, de maneira gradual.É possível prevenir o suicídio, desde que os profissionais de saúde, de todos os níveis de atenção, estejam aptos a reconhecer os seus fatores de risco”, reitera.

De acordo com os estudos científicos, os comportamentos suicidas entre jovens e adolescentes envolvem motivações complexas, incluindo humor depressivo, abuso de substâncias, problemas emocionais, familiares e sociais, história familiar de transtorno psiquiátrico, rejeição familiar, negligência, além de abuso sexual na infância. Já entre os idosos, o risco de suicídio também é elevado, devido a fatores como: perda de parentes e do cônjuge; solidão; existência de enfermidades degenerativas e dolorosas; sensação de estar dando muito trabalho à família e ser um peso morto para os outros. O Brasil é o oitavo país em número absoluto de suicídios. Em 2012 foram registradas 11.821 mortes, cerca de 30 por dia, sendo 9.198 homens e 2.623 mulheres.

A próxima atividade do Setembro Amarelo em Valente, será uma palestra que acontecerá no 22, às 14h30 no salão da igreja batista, para o público em geral. No dia 25 de setembro, fechando a série de atividades, ocorrerá uma passeata de mobilização da comunidade. A concentração será às 8h30 da manhã, na Praça do Forródromo. 

 

Fonte: Ascom PMV

 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Galeria de Fotos

Mais Lidas