Casos de otite e nariz entupido exigem atenção e consulta com especialista
21 Outubro 2017

Casos de otite e nariz entupido exigem atenção e consulta com especialista

O verão já se foi, as férias escolares acabaram, mas se o desejo de aproveitar para dar um mergulho no mar ou na piscina não passou, é preciso, então, estar atento e não negligenciar certos cuidados. A água pode entrar no ouvido e provocar otite, uma infecção ou inflamação na pele do canal auditivo que provoca dor e até mesmo surdez temporária.

Os especialistas explicam que há vários tipos de otite. Enquanto no verão a mais comum é a externa, neste período mais frio e chuvoso um outro tipo da doença costuma aparecer com mais frequência: a otite média. Neste caso, a infecção ocorre atrás do tímpano e costuma vir acompanhada de febre, dor intensa e sensação de ouvido tapado.

Com a experiência de quem se dedica a décadas à formação de novos profissionais médicos, o coordenador do Serviço de Otorrinolaringologia do Hospital Santa Izabel, o otorrinolaringologista Nilvano Andrade confirma que neste período de clima frio ocorre um aumento da incidência da otite média e de outras afecções respiratórias como rinossinusite, gripe, rinite, coriza e alergias respiratórias.

Ele acrescenta que outro problema que costuma levar um número de pessoas a procurar assistência no hospital é a obstrução nasal, o popular nariz entupido. Segundo o especialista, existem diferentes causas que levam à sensação de nariz entupido que precisam ser investigadas e tratadas, pois este sintoma pode representar desde um simples resfriado até tumores. "Em todos os casos é recomendável a consulta com um otorrinolaringologista para realização de exames específicos", afirma Nilvano Andrade.

Sinusite 

A obstrução nasal pode facilitar a instalação de outra doença muito frequente, que é a sinusite, hoje chamada de rinossinusite, pois na maioria das vezes se origina e progride para os seios da face. A rinossinusite acaba sendo uma das causas de um outro sintoma muito importante que é a cefaléia ou dor de cabeça. Estas queixas devem ser valorizados devido a risco de complicações graves que podem ocorrer em sintomas comuns

Para atender às necessidades específicas de pacientes com problemas no ouvido, nariz, faringe e laringe, o Hospital Santa Izabel conta com um bem estruturado Serviço de Otorrinolaringologia. Ele conta com urgência e emergência em regime 24 horas. O Serviço realiza desde cirurgias de pequeno porte, como as de amígdalas até cirurgias de alta complexidade que tratam de tumores da base do crânio.

Nos últimos anos o HSI tem se mostrado referência também na reabilitação auditiva por procedimentos cirúrgicos como o implante coclear. Este grande avanço tecnológico permite que pacientes com perda auditiva severa possam voltar a ouvir através de um “ouvido biônico.

Tradição 

O Hospital Santa Izabel dispõe de consultórios para o atendimento eletivo - consultas e exames com hora marcada - e salas com equipamentos para diagnóstico e tratamento de patologias, como a vertigem (labirintite) e distúrbios da voz.

No local, também são realizados exames de audiometria, eletrococleografia, processamento auditivo, videolaringoscopia, impedanciometria e videonasofibroscopia, além de procedimentos como retirada de corpo estranho, biópsia, cauterizações, tratamento de hemorragias nasais, dentre outros. Os cerca de 30 profissionais que atuam na unidade especializada contam com toda a retaguarda, expertise e tradição do Hospital Santa Izabel.

 

Fonte: Correio

 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Galeria de Fotos

Mais Lidas