Valente: Secretaria de Saúde muda metodologia para reforçar o combate a dengue
22 Novembro 2019
Anuncie aqui
Banner  Central 3

Valente: Secretaria de Saúde muda metodologia para reforçar o combate a dengue



A Secretaria Municipal de Saúde começa a testar uma nova metodologia de trabalho para o combate ao mosquito da Dengue. Agora, as casas vão ser sinalizadas de acordo com o foco encontrado pelos profissionais. A campanha começa nesta segunda-feira (28) com avaliação de quintais nos três bairros com maior índice de infestação, segundo levantamento do último ciclo. A coordenação de atenção básica, agentes de saúde e endemias estarão durante toda esta semana visitando as residências, identificando e sinalizando a situação dos quintais através das cores: verde, amarela e vermelha.

“O objetivo é incentivar as pessoas a manterem limpos os quintais das casas. O que nós queremos é mostrar para as pessoas que com ações simples é possível fazer muito para evitar a dengue. Junto com os moradores, os agentes irão observar e sinalizar a situação das residências: verde para as residências livres do foco da dengue. Amarela, se precisa de atenção. E vermelha se é um ‘berço’ do mosquito”, explica a coordenadora de atenção básica, Roberta Duarte.

Para que esta avaliação seja eficiente, a secretaria desenvolveu uma ficha que orienta a população e o agente para que seja realizada inspeção precisa da residência. Os bairros selecionados para a ação foram Petrolina, Hermírio Simões, Santa Cruz e Centro, pois apresentam um índice que indicam infestação do mosquito. As casas que forem sinalizadas com as cores amarela e vermelha receberão maior atenção dos agentes.

No final dos trabalhos, as famílias que receberam avaliação verde participarão de sorteio de brinde. “O sorteio é uma forma de incentivar os vizinhos a seguirem o exemplo, mas entendemos que combater a dengue é dever de todos”, finaliza Roberta. Finalizando essa primeira etapa, será feita avaliação sobre o andamento da nova metodologia para decidir se deve continuar.

Alerta: devido às altas temperaturas dessa época do ano, o ciclo do mosquito – que em temperaturas amenas demora 30 dias – pode ser reduzido para 12 dias. Isso significa um aumento direto do risco para a população, se descuidar.




Fonte: Ascom PMV

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Galeria de Fotos

Mais Lidas